Roberto Dourado

Qualquer um pode ser um poeta... desde que o amor lhe toque (Platão - O Banquete)

Textos
Título Categoria Data Leituras
O CHÁ-DE-BURRO Crônicas 26/08/08 14156
As Formas de Conhecimento Trab. Acadêmicos › Filosofia 11/05/09 4046
O PAI NOSSO EM TRÊS PARTES Orações 06/09/08 2986
ENSAIO: QUANDO COMEÇA A VIDA? Ensaios 21/12/08 2609
O ANTÍDOTO Contos › Cotidiano 11/09/08 1721
UM ALFABETO DE AMIGOS – Uma Mensagem de Natal e Ano Novo Natal › Mensagens 18/12/08 1032
A BUNDA DA MULATA Poesias › Amor 28/11/08 934
SONETO DE BENTINHO PARA CAPITU Sonetos 03/12/08 817
O QUE É FILOSOFIA? Trab. Acadêmicos › Filosofia 24/07/09 451
MEU PRIMEIRO CONTATO COM DEUS Contos › Cotidiano 02/12/08 359
MEUS ÍDOLOS ESTÃO MORRENDO! Poesias 01/07/09 252
TREZE ANOS MAIS NOVO - Um conto para Machado de Assis Contos 30/09/08 236
DISCURSO VI – SOBRE O SER DA CRIANÇA Discursos 25/11/08 213
DISCURSO V - SOBRE O AMOR Discursos 25/11/08 193
PRF - 80 ANOS Acrósticos 12/08/08 147
... E MINHA MULHER CANTAVA MAMA ÁFRICA, DO CHICO CÉSAR Contos › Cotidiano 21/08/08 145
DISCURSO IV - SOBRE DEUS Discursos 25/11/08 133
SÓCRATES NA PRAÇA DOS TRÊS PODERES Crônicas 24/09/09 131
POEMAS PARA UM AMOR IMPOSSÍVEL Contos › Minimalistas 16/11/08 127
O GUARDA-CHUVA DO MONSENHOR ROBERTO LOPES Crônicas 10/12/08 121
Página 1 de 15 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » próxima»
Site do Escritor criado por Recanto das Letras